Gravidade

Foi como se a sorte tivesse mudado de direção. Todos os holofotes que seguiam os meus passos se voltaram para o outro lado. Perder o calor que me movia fez com que eu também perdesse a luz. E as luzes que me seguiam se apagaram no exato momento em que o calor que irradiava do meu ser se foi.
Não sou mais aquele alguém concorrido: Ninguém mais disputa a minha atenção ou faz loucuras para me arrancar um sorriso. Não faço mais a diferença que eu costumava fazer e posso ser facilmente descartada. Não será difícil me encontrar no fundo da memória de cada uma das luzes que me cercavam; não agora que a única chama que me mantinha viva se apagou.
E como um ímã, até os menores feixes foram atraídos pelo grande fogo que um dia me envolveu carinhosamente em seus braços. Os holofotes estão nesse outro alguém que agora ocupa o lugar que um dia eu ocupei. Eu, que imaginava ser insubstituível, fui surpreendida. E não me importa se não há mais histeria ou fanatismo ao meu redor; o lugar glorioso, quente e acolhedor que eu tanto amava foi tirado de mim e não há dor de perda maior que essa. Agora sou só aquela pessoa insossa e aluna que eu costumava ser antes de tudo acontecer.

_apple__emote_by_aha_mccoy

Anúncios
Esta entrada foi postada em Sem categoria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s