Depois de um mês, nada mudou

Depois da espera, o presente. E depois do presente, o descontentamento com o presente. Nunca foi tão ruim estar longe, o mesmo longe que sempre foi almejado. E nunca o perto, sempre tão perto, pareceu tão longe. Estar respirando novos ares significa mudança de comportamento, de vida. Não é o que parece, pelo menos para mim. Nunca foi tão difícil conseguir retomar à vida normal, ou pelo menos tentar recomeçar uma nova vida. A preguiça me obriga a não ter vontade de me reconstruir, de me reconstruir sem você. E por mais que o novo seja colorido, charmoso e gracioso, tudo parece ser cinza, fosco e amargo sem você. Um cinza fosco e viciante. E não interessa se eles querem tirar o cinza dos meus dias, porque talvez ele só consiga ser completamente removido de mim assim que eu voltar a levar a minha vida no mesmo lugar de sempre. E por incrível que pareça, tudo no novo me lembra você. Eu sou uma qualquer que vive a vida de cabeça para baixo.

Por favor, esteja aqui para que eu consiga me reerguer ladeada pelo seu amor. Ou não esteja aqui, para que eu consiga me reerguer mais rápido e suportar a dor.

_apple__emote_by_aha_mccoy

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s